Search

Após uma pausa para sediar o Festival de Brasília, o cinema mais tradicional do DF volta com as estreias de “Uma carta para Papai Noel”, “Três Tigres Tristes” e “Pedágio”

Ao longo de 13 dias, o Cine Brasília foi palco para a produção e para o evento da 56ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Mas a partir do dia 19 de dezembro, a sala de cinema mais querida do Distrito Federal retoma sua programação habitual, apresentando três estreias, uma sessão especial com debate e uma sessão de curtas-metragens.

Um dos destaques desta semana é a estreia do longa-metragem Uma carta para Papai Noel. Sob a direção de Gustavo Spolidoro, a história gira em torno de Jonas e as crianças de um lar de acolhimento que não recebem presentes no Natal. Preocupado, Jonas escreve uma carta para Papai Noel, comovendo-o profundamente. Papai Noel, disfarçado como Leon, o Conserta-Tudo, junto com Maria Noel e Tata, embarca em uma jornada para descobrir o motivo. Ao longo da história, eles não apenas revelam o porquê da ausência de presentes, mas também descobrem o verdadeiro significado do Natal, destacando a generosidade e união.

Outro longa que entra em cartaz no Cine é o filme Três Tigres Tristes, de Gustavo Vinagre. O drama acompanha a vida de três jovens em uma kitnet na Liberdade, São Paulo: um aspirante a artista plástico, uma mulher trans e um performer soropositivo. Enfrentando a ameaça de despejo devido ao atraso no aluguel, cada um busca soluções individuais. O filme explora as relações entre eles, revelando histórias que os uniram e tragédias que os separaram de suas famílias. Uma narrativa sensível sobre amizade, superação e os desafios daqueles à margem da sociedade.

O drama Pedágio, da diretora Carolina Markowicz, que estreou no Festival de Toronto e foi participação destacada no Festival de San Sebastián chega a tela do Cine Brasília. O filme consagrou quatro prêmios no Festival de Cinema do Rio, em outubro deste ano. A história traz a atriz Maeve Jinkings como a protagonista Suellen. Diante da insatisfação com a orientação sexual de seu filho, ela se envolve em atividades ilícitas na busca por financiamento para uma suposta cura. Pedágio explora as opressões e violências enfrentadas pela comunidade LGBTQIA+, destacando as incoerências e atrocidades perpetradas por setores específicos da sociedade, tornando-se ainda mais evidentes nos últimos anos.

SESSÃO ESPECIAL

No dia 19, o Cine Brasília recebe uma sessão especial do filme O Céu Perdeu a Cor, de Gustavo Serrate, a partir das 19h. A trama aborda a intrincada teia de histórias entrelaçadas na paisagem urbana do DF. Com uma narrativa fragmentada e personagens enfrentando desafios pessoais, o enredo mergulha na busca pela redenção de quatro indivíduos: um músico idoso enfrentando a falta de vontade de viver; outro lidando com o desespero após ser abandonado por um amor; uma mulher tentando equilibrar a vida com a epilepsia que impacta sua carreira como dançarina; e uma pessoa literalmente perdida, sem rumo definido. O filme explora como essas vidas despedaçadas buscam acertar as contas com suas próprias trajetórias em meio à complexidade da vida urbana.

Após a exibição, o diretor Gustavo Serrate participa como mediador de um debate com o tema “Cinema independente e o direito à cidade”, ao lado de Suellen Batista e Larô Gonzaga, ambos do projeto Jovem de Expressão, Zeca Sena, do Coletivo Supernova, e Ramona Jucá, da ocupação cultural Mercado Sul Vive. Tanto a sessão quanto o debate são gratuitos.

SESSÃO DE CURTAS DO DF

Na quarta-feira, 20, a tela do Cine exibe uma sessão gratuita com três curtas de realizadores do DF: As Inesquecíveis, de Rafaelly (La Conga Rosa), As Miçangas, de Rafaela Camelo e Emanuel Lavor, e Paisagem em Chamas, de Silvio Mendonça. Antes de cada exibição, os diretores farão falas.

A sessão inicia às 20h com o curta As Inesquecíveis, que celebra a vida e a conexão entre as experiências diárias e as comunidades políticas de pessoas trans no Brasil ao longo do tempo. As Miçangas, por sua vez, busca promover reflexões sobre o aborto por meio de uma abordagem sutil que mescla crueza e alegoria. A intenção é não apenas explorar o aspecto cotidiano dessa prática, mas também abordar as complexidades envolvidas, incluindo sentimentos de culpa e a importância da fraternidade. E Paisagem em Chamas propõe abrir um diálogo público sobre a relevância, e ao mesmo tempo os obstáculos, de assistir a filmes de maneira coletiva no Distrito Federal.

Os ingressos para as sessões regulares no Cine Brasília custam R$ 20 (inteira) e R$ 10
(meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do cinema ou no SITE.

SERVIÇO – CINE BRASÍLIA
Endereço: Asa Sul Entrequadra Sul 106/107 – Brasília, DF, 70345-400.
Informações pelo WhatSApp: 61 99878-2198 ou contato.cinebrasilia@gmail.com
Ingressos à venda na bilheteria ou pelo link: ingresso.com/cinema/cine-brasilia

Precisa de ajuda?