Search

Quatro filmes importantes seguem em cartaz no Cine Brasília, a partir do dia 31 de outubro, logo após o encerramento do LOBO FEST. Mas antes, em comemoração ao Dia do Saci, o tradicional cinema da capital exibe o longa “Sinfonia da Necrópole”, neste sábado (29/10), às 22h30. Com classificação indicativa para maiores de 12 anos, o filme se passa na cidade de São Paulo, onde a rotina do aprendiz de coveiro Deodato muda quando uma nova funcionária chega ao cemitério. Juntos, eles devem fazer o recadastramento dos túmulos abandonados, mas estranhos eventos fazem o homem questionar as implicações de lidar com os mortos.

No dia seguinte, em 30 de outubro, a programação no Cine Brasília será interrompida em decorrência do segundo turno eleitoral. Já na segunda-feira, as obras “A mulher de um espião”, “Fé e furia”, “O acontecimento”, e “O livro dos Prazeres”, retornam as telinhas.

Em horários distintos, o primeiro filme a ser exibido, às 14h20, será “O livro dos prazeres”. Baseado na obra de Clarice Lispector, Lóri (Simone Spoladore) é uma professora com uma vida monótona tanto profissionalmente quanto romanticamente. Tudo muda quando ela conhece Ulisses (Javier Drolas), um provocador professor argentino. O longa fez sua estreia na Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, em 2020, quando o evento aconteceu online, e ficou no top 3 dos mais vistos e bem votados da edição.

Horas depois, às 16h30,  o premiado “A mulher de um espião” segue em cartaz. A trama, dirigida por Kiyoshi Kurosawa, se passa entre os anos 1940 e 1945, um dos períodos mais difíceis do Japão, quando um nacionalismo exacerbado e um militarismo crescente nos anos 1920 e 1930 acabaram levando o país à invasão da Manchúria, a uma guerra com a China e ao ataque à base americana de Pearl Harbor, provocando a entrada definitiva dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial. Os ingressos variam entre R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

A terceira sessão, às 18h40, exibe um filme que se passa nos anos 60, na França, onde a estudante Anne vê sua vida mudar, após descobrir que está grávida. Imediatamente, a jovem insiste na interrupção, mas seu médico avisa sobre as leis implacáveis contra procurar ou ajudar abortos. O longa detalh não apenas os perigos e indignidades da busca angustiante de Anne, mas também como a indiferença ao redor prejudica sua situação. Lançado em 2020, o obra “O acontecimento”, estará disponível para os brasilienses.

Por fim, Fé e Fúria, às 20h40, encerra as programações diárias. Com o debate religioso em alta, a obra cinematográfica aborda o crescimento das igrejas evangélicas no Brasil assim como a intolerância às religiões de matriz africana em favelas e subúrbios do Rio de Janeiro, e de Belo Horizonte. O documentário também mostra a conduta dos “donos dos morros”, abrindo espaço para que traficantes e ex-traficantes convertidos discorram sobre o tema. Fé e Fúria capta um Brasil em transformação e a ascensão de evangélicos ao poder.

Interessados, podem adquirir os bilhetes por meio do site ingresso.com , e também nos caixas do Cine Brasília, no momento da exibição. Vale ressaltar que ao longo dos próximos 12 meses, a casa do cinema brasileiro ganha nova gestão, fruto de parceria entre a OSC Box Cultural e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal. Sob a direção geral de Sara Rocha e a curadoria de Sérgio Moriconi, o espaço cultural celebra o início de um novo ciclo.

Precisa de ajuda?