Search

A partir desta quinta-feira (23/2), o Cine Brasília estreia um dos filmes brasileiros mais aguardados. Mato Seco em Chamas, dirigido por Adirley Queirós e Joana Pimenta, foi exibido em festivais internacionais e nacionais. A origem do filme se dá quando Adirley toma conhecimento de uma reportagem do jornal O Globo sobre a favela Sol Nascente, que, na ocasião, caminhava “para se tornar a maior favela do Brasil”. A região, segundo o texto, havia surgido no começo dos anos 2000, quando uma “invasão” se formou no meio do mato, nos confins de Ceilândia.

Além da estreia, entre 23 e 01 de marco, continuam em cartaz  as obras Andança – Os Encontros e as memórias de Beth Carvalho, Perlimps (sessão infantil) e As Histórias de Meu Pai. Os ingressos para as sessões diurnas e noturnas podem ser comprados através do site ingresso.com e também nas bilheterias do local.

Para março, o Cine não poderia deixar passar em branco o Dia Internacional das Mulheres. Pensando nisso, o tradicional cinema programou uma sessão especial, com a pré-estreia do filme Fogaréu, de Flávia Neves, que integra o seminário Relatos do Terror: Gênero, Audiovisual e Imaginários, em 01 de março, às 19h.

O filme se debruça sobre o apagamento das identidades, o machismo, o abuso sexual, corrupção tráfico de drogas, misoginia, entre outras dezenas de mazelas que oprimem e vilipendiam a mulher no Brasil. Gravado na Cidade de Goiás, antes conhecida como Goiás Velho, antiga capital do estado, a obra contrapõe velhas, anacrônicas e arcaicas práticas comportamentais com os impulsos do moderno e do contemporâneo.

Não deixe de acompanhar a programação completa no site e aproveite para assistir importantes obras do audiovisual brasileiro. Desde 2022, a casa do cinema brasileiro possui uma nova gestão compartilhada entre a OSC Box Cultural e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal.

O espaço cultural segue sob a direção geral de Sara Rocha e curadoria de Sérgio Moriconi.

Precisa de ajuda?