Search

Programação desta semana traz também mostra de cinema em homenagem ao diretor francês Chris Marker em parceria com a Embaixada da França e o Institut Français além de estreia da cinebiografia de Claudinho e Buchecha

 

No mês das crianças, o Cine Brasília preparou uma programação repleta de magia e aventura, dedicada especialmente aos pequenos amantes da sétima arte. Durante todo o mês de outubro, o cinema terá duas sessões infantis diárias, às 10h e às 14h. Ao todo, serão exibidas 12 obras, entre estreias, filmes que retornam à grade e uma série que exalta a cultura brasileira. Esta semana os filmes dedicados a esse público são Um Filme de Cinema, de Thiago B. Mendonça,  e A Ilha dos Ilús, de Paulo G C Miranda.

Em Um Filme de Cinema, num cenário onde seu pai, um diretor de cinema em crise, enfrenta desafios, Bebel toma uma decisão ousada: criar um filme junto com seus amigos. O que começa como uma simples empreitada logo se transforma numa aventura, conduzindo Bebel, sua turma e até mesmo sua família a uma imersão fascinante na rica história do cinema.

Outra opção para o público é a animação A Ilha dos Ilús de Paulo G. C. Miranda que

esteve em cartaz no Cine Brasília em setembro e agora retorna à programação. O filme se destaca por dar vida à ilha como uma personagem central, utilizar representações culturais brasileiras, como diferentes sotaques, e abordar temas sérios, como a rejeição. Com uma linguagem simples e cores vibrantes, a produção é uma boa pedida para toda a família.

Ambos os filmes seguem com exibições até o dia 18.

 

TERRITÓRIOS CULTURAIS

Ainda dentro da programação especial para as crianças e dentro do projeto Territórios Culturais, na terça-feira, 10, o Cine Brasília terá exibição em dobro da série infantil Thiago & Ísis – Os Segredos do Brasil. Em setembro, o Cine Brasília contou com uma exibição especial de estreia da produção audiovisual e agora ela retorna para duas sessões únicas, às 10h e às 14h30.

Esta série foi elaborada para crianças na faixa etária de 3 a 6 anos e traz personagens em forma de fantoches, com o intuito de despertar o interesse das crianças pela rica cultura brasileira. Sob a direção de João Amorim, a narrativa acompanha as aventuras de duas crianças, Thiago, de 5 anos, e Ísis, de 7 anos, juntamente com seu pai, João, também representado como uma marionete. A cada episódio, eles se lançam em jornadas emocionantes, explorando e vivenciando as tradições culturais de diversas regiões do Brasil. A série é composta por seis episódios, cada um com 13 minutos de duração, totalizando uma sessão de 78 minutos.

Territórios Culturais é uma parceria entre as Secretarias de Educação e de Cultura e Economia Criativa que proporciona a crianças e adolescentes a oportunidade de participar de apresentações e sessões em diversos espaços culturais do Distrito Federal, contando ainda com ônibus gratuitos para o transporte dos grupos. A cada mês, o Cine Brasília recebe duas sessões especiais integradas ao projeto e especialmente em outubro haverá duas exibições por semana. As sessões são gratuitas para as escolas públicas previamente cadastradas e tem preço regular para o público geral.

 

MOSTRA CHRIS MARKER

Esta semana inicia a mostra O cinema de ensaio de Chris Marker, em parceria com a Cinemateca da Embaixada da França e o Institut Français, uma homenagem ao francês Chris Marker, um cineasta inovador conhecido por obras que exploram narrativas experimentais e poéticas. Sua influência se estende além do cinema, deixando um legado duradouro na arte contemporânea. A mostra segue de 05 a 15 de outubro com a exibição de cinco grandes filmes (03 longas e 02 curtas) de Marker, e todas as sessões contam com ingressos no valor único de R$ 5,00.

Abrindo a mostra, nesta quinta será exibido o filme Level Five (Nível 5), que retrata a história de Laura, que herda a tarefa de concluir um jogo de videogame sobre a batalha de Okinawa de seu noivo falecido. Pouco conhecida no Ocidente, a batalha desempenhou um papel crucial na Segunda Guerra Mundial. O filme segue a jornada de Laura e seu interlocutor invisível, usando o jogo como metáfora da vida, explorando temas de superação e descoberta.

A mostra também exibe a obra mais célebre de Chris Marker, La Jetée, um curta-metragem experimental pós-apocalíptico no qual, apresentando imagens estáticas, a narrativa segue a busca dos sobreviventes por uma saída da destruição após a Terceira Guerra Mundial, explorando a viagem no tempo. O protagonista vive um romance com uma mulher de outra época, enquanto o filme aborda temas de tempo e memória. O filme influenciou significativamente o cinema experimental e é considerado uma obra-prima do gênero.

Integram ainda a mostra os filmes Sans Soleil (Sem Sol), La Sixième face du Pentagone (A sexta face do Pentágono) e Lettre de Sibérie (Cartas da Sibéria).

 

ESTREIA 

Nesta quinta, estreia no Cine Brasília o filme Nosso Sonho, do diretor Eduardo Albergaria, que narra a trajetória da dupla Claudinho e Buchecha, destacando a transformação de uma amizade em uma força inspiradora de superação. O filme celebra a ascensão do funk melody nacional, num musical que mescla drama, tragédias, humor e redenção. Uma história real repleta de fantasia que revela o impacto cultural e humano por trás do sucesso da dupla no Brasil.

Continuando com o projeto de exibição de curtas-metragens antes de longas em cartaz, o filme Ave Maria, de Pê Moreira abre as sessões de Nosso Sonho nesta semana. A obra foi selecionada na Chamada Pública de Curtas do Cine Brasília e agora ganha destaque com sessões na adorada sala de cinema do Distrito Federal. A história aborda a construção familiar após a morte do pai de Maria, que retorna após um ano. O filme explora a reconexão com a casa e a família, desencadeando memórias e permitindo a reimaginação das relações em meio a um contexto de afeto e troca emocional.

 

SESSÕES ESPECIAIS

Esta Cine Semana traz duas sessões especiais e gratuitas dos filmes Luz nos trópicos, de Paula Gaitán, e Da porta pra fora, de Thiago Foresti. O primeiro é uma trama que se desenrola ancorada em cosmogonias indígenas, cadernos de viagem e literatura antropológica, o filme presta homenagem à exuberante vegetação das Américas e às comunidades nativas. Sua narrativa, fluida como um rio sinuoso, proporciona uma reflexão profunda sobre a conexão entre culturas e a passagem do tempo. Luz nos trópicos será exibido no sábado, 7, às 17h. Ao final do filme haverá uma conversa informal com a diretora no foyer do Cine.

O segundo filme, Da porta pra fora, é um documentário que acompanha a história de três entregadores de aplicativos que arriscam suas vidas durante a pandemia que surpreendeu o mundo e confinou a população em suas casas. A exibição acontece na segunda, 9, às 20h20, seguida de debate.

 

EM CARTAZ

Segue em cartaz ainda esta semana o média-metragem Estranha Forma de Vida, de Pedro Almodóvar. O filme, que estreou no Cine Brasília na última quinta, acompanha a jornada do rancheiro Silva, interpretado por Pedro Pascal, que após um 25 anos empreende uma jornada solitária pelo deserto com o propósito de visitar seu antigo amigo Jake, personagem de Ethan Hawke. O que se desenrola a partir desse reencontro é uma tarde de profunda intimidade compartilhada, reconciliação e evocação de memórias passadas.

Esta semana o longa A Ilha dos Ilús conta com acessibilidade de legendas, libras e audiodescrição através do aplicativo MovieReading. Já os filmes Estranha Forma de Vida e Nosso Sonho oferecem os mesmos recursos pelo aplicativo Mobi LOAD.

Os ingressos para as sessões regulares no Cine Brasília custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), com exceção das segundas-feiras e da Mostra Chris Marker, que têm entrada no valor único de R$5,00, e podem ser adquiridos na bilheteria do cinema ou no SITE. As sessões especiais dos filmes Luz nos trópicos  e Da porta pra fora têm entrada gratuita.

 

SERVIÇO – CINE BRASÍLIA
Endereço: Asa Sul Entrequadra Sul 106/107 – Brasília, DF, 70345-400.
Informações pelo WhatSApp: 61 99878-2198 ou contato.cinebrasilia@gmail.com
Ingressos à venda na bilheteria ou pelo link: ingresso.com/cinema/cine-brasilia

 

PROGRAMAÇÃO 5 A 15 DE OUTUBRO

QUINTA-FEIRA, 05/10

10h00 — Um Filme de Cinema
14h00 — A Ilha dos Ilús
16h00 — Estranha Forma de Vida
17h40 — Ave Maria (curta-metragem) + Nosso Sonho
20h20 — Mostra Chris Marker – Level 5 (Nível 5)

SEXTA-FEIRA, 05/10

10h00 — Um Filme de Cinema
14h00 — A Ilha dos Ilús
16h00 — Estranha Forma de Vida
17h40 — Ave Maria (curta-metragem) + Nosso Sonho
20h20 — Mostra Chris Marker – La Jetée (média-metragem) + Sans Soleil (Sem Sol)

SÁBADO, 07/10

10h00 — Um Filme de Cinema
14h00 — A Ilha de Ilús
17h00 — Luz nos trópicos + conversa com Paula Gaitán no Foyer

DOMINGO, 08/10

10h00 — Um Filme de Cinema
14h00 — A Ilha do Ilús
16h00 — Estranha Forma de Vida
17h40 — Ave Maria (curta-metragem) + Nosso Sonho
20h20 — Mostra Chris Marker – La Sixième face du Pentagone (A sexta face do Pentágono – média-metragem) + Lettre de Sibérie (Cartas da Sibéria)

SEGUNDA, 09/10

14h00 — A Ilha dos Ilús
16h00 — Estranha Forma de Vida
17h40 — Ave Maria (curta-metragem) + Nosso Sonho
20h20 — Da porta pra fora + debate

TERÇA-FEIRA, 10/10

10h00 — Território Cultural – Thiago & Ísis e os Segredos do Brasil
14h30 — Território Cultural – Thiago & Ísis e os Segredos do Brasil
16h00 — Ave Maria (curta-metragem) + Nosso Sonho
20h20 — Mostra Chris Marker – La Jetée (média-metragem) + Sans Soleil (Sem Sol)

QUARTA-FEIRA, 11/10

10h00 — Um Filme de Cinema
14h00 — A Ilha dos Ilús
16h00 — Estranha Forma de Vida
17h40 — Ave Maria (curta-metragem) + Nosso Sonho
20h20 — Mostra Chris Marker – La Sixième face du Pentagone (A sexta face do Pentágono – média-metragem) + Lettre de Sibérie (Cartas da Sibéria)

Curtiu a programação?  Acompanhe os horários no site e aproveite para assistir importantes obras do audiovisual ao longo da semana. Desde 2022, a casa do cinema brasileiro possui uma nova gestão compartilhada entre a OSC Box Cultural e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal. O espaço cultural segue sob a direção geral de Sara Rocha e curadoria de Sérgio Moriconi.

📲 Siga o Cine Brasília no Instagram.

Precisa de ajuda?