Search

Card colorido com foto de mulher branca de cabelos escuros, lisos e longos. Veste agasalho vermelho e está sentada em carro. Texto: Sessão especial em homenagem a Cássio Pereira dos Santos. Valentina, de Cássio Pereira dos Santos. 26 de janeiro às 20 horas e 15 minutos e 27 de janeiro a 1 de fevereiro às 14 horas. Mês da Visibilidade Trans e Travesti. Local: Cine Brasília. Classificação indicativa: 14 anos. Na lateral esquerda símbolos indicam que o filme conta com legenda audiodescritiva, intérprete de libras e audiodescrição, todas pelo aplicativo Movie Reading.

Entre 26 de janeiro e 1 de fevereiro, estreias, Mostra Vá e Veja e sessões especiais estarão disponíveis nas telinhas do tradicional cinema brasiliense. A primeira delas, “Valentina”, entra em cartaz no Cine Brasília em homenagem ao cineasta Cássio Pereira dos Santos. Formado em cinema desde jovem nos cursos Usina de Cinema, do Espaço Cultural 508 Sul (Renato Russo) e da Universidade de Brasília, Cássio faleceu em 2022, mas suas obras continuam vivas.

Delicado e oportuno, “Valentina” traz a vivência de uma adolescente trans que, após sofrer inúmeras violências de gênero em sua cidade e escola, se muda com a mãe para um município do interior, onde vislumbra uma nova vida, em um colégio novo, onde poderá enfim usar seu nome social. Para isso, ela precisa que seu pai ausente assine a matrícula.

Já a segunda sessão especial apresenta “O Cinema Segundo Vladimir Carvalho”, de Maria Maia, que distingue os 88 anos (celebrados na data de sua exibição) do maior documentarista do pais. Precursor do cinema novo brasileiro, com filmes como “Aruanda”, “A Bolandeira”, “Romeiros da Guia”, entre outros, Vladimir filma o que talvez seja o grande clássico do documentário brasileiro, “O País de São Saruê”.

Para as crianças, o longa de animação infantil “Tarsilinha”, poderá ser visto sempre nas sessões matutinas das 10h – com exceção das segundas-feiras, quando não será exibido. “Tarsilinha”, homenageia uma das principais artistas brasileiras, Tarsila do Amaral. A sua mais conhecida obra, O Abaporu, foi estopim para o Manifesto Antropofágico (1928), de Oswaldo de Andrade, que defende a criação de uma arte verdadeiramente brasileira e o rompimento com padrões culturais estrangeiros.

Como novidade, o Cine Brasília conta com sessão extra chamada DEPOIS DAS HORAS. Com dois filmes da mostra VÁ E VEJA – RETROSPECTIVA 2022 muito requisitados, “Aftersun” e “Crimes do Futuro” terão inicio às 22h15. O título das sessões faz referência ao grande filme de Martin Scorsese, já que elas acontecem em horários que excedem o habitual.

Os ingressos para as sessões podem ser comprados através do site ingresso.com e também nas bilheterias do Cine Brasília. A casa do cinema brasileiro possui uma nova gestão compartilhada entre a OSC Box Cultural e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal. Sob a direção geral de Sara Rocha e a curadoria de Sérgio Moriconi, o espaço cultural celebra o início de um novo ciclo.

Precisa de ajuda?